O Pequeno Príncipe


Veja capa, sinopse e minha resenha do livro O Pequeno Principe, escrito pelo francês Antoine de Saint-Exupéry e publicado pela Editora Agir.
Sinopse:
O Pequeno Príncipe é uma fábula. Ou se preferirmos, uma parábola. Não é um livro para crianças, porque traz justamente a mensagem da infância, a mensagem da criança. Essa criança que irromperá de repente no deserto do teu coração, a milhas e milhas de qualquer região habitada. A menos que não queira ver, a face do Pequeno Príncipe, a face de um outro, coroada com os espinhos da rosa….
Este livro é também um teste. Em narrativa poética, o autor vai elaborando sua visão de mundo e mergulha no próprio inconsciente, reencontrando a criança de cada um de nós. É o verdadeiro desenho número 1. Se não o quiseres compreender, se não te interessas pelo seu drama, fica aqui a sentença do Príncipe: Tu não és um homem de verdade. Tu não passas de um cogumelo……
O Pequeno Príncipe causa encanto a história do piloto cujo avião cai no deserto do Saara, onde ele encontra um príncipe, “um pedacinho de gente inteiramente extraordinário” que o leva a uma jornada filosófica e poética através de planetas que encerram a solidão humana em personagens como o vaidoso, capaz de ouvir apenas elogios; o acendedor de lampiões, fiel ao regulamento; o bêbado, que bebia por ter vergonha de beber; o homem de negócios que possuía as estrelas contando-as e contando-as em ambição inútil e desenfreada; a serpente enigmática; a flor a qual amava acima de todos os planetas.

Resenha:

Eu sinceramente acredito que O Pequeno Príncipe é uma história para adultos e é claro que crianças também adoram, em que o autor tenta guiar-nos e ensinar-nos magistralmente como você disse a raposa.
O planeta de O Pequeno Príncipe é uma alusão ao nosso própria vida, temos que ser cuidados e proteger nossa inocência, assim como a rosa é protegida por ele, os dois vulcões ativos representam coisas para fazer… as surpresas da vida seriam o vulcão inativo, e sem esquecer dos baobás que vivem nascendo, e o Principezinho arranca, são nossos problemas que vão aparecendo ao longo da vida temos que cortá-los e gerenciá-los antes que se tornem muito grande.Questionando nossa vida,nos fazendo pensar e refletir.
Eis o meu segredo. É muito simples:
-Só se vê bem com o coração. O essencial é invisível aos olhos.
Ao deixar seu planeta, também deixa para trás a sua infância e se move através de vários planetas, aonde vai se deparar com o desejo do Poder, como os vícios, as vaidades, o trabalho, ganancia, monotonia e o conhecimento.
Até que chega a Terra onde encontra uma cobra, uma raposa e o aviador, que é nosso narrador. E é assim ao longo da leitura de Antoine de Saint-Exupéry, as coisas sempre tem duplo, triplo ou quinto sentido, cada nova releitura terá mais detalhes a reparar e aprender.
A gente só conhece bem as coisas que cativou – disse a raposa.
- Os homens não têm mais tempo de conhecer coisa alguma.
Compram tudo já pronto nas lojas. Mas como não existem lojas de amigos,
os homens não têm mais amigos. Se tu queres um amigo, cativa-me!
Torna-se um daqueles livros que você pode ler, reler e ler de novo, que sempre terá algo novo para aprender.
Boa leitura…
[Todo mundo sabe que Literatura Nacional está começando a ter um espaço, então eu peço a ajuda de você para divulgar e aproveitar para divulgar mais um pouquinho o meu livro ELAS SÃO GÊMEAS, já está a venda no endereço da editora que é: www.editorabarauna.com.br, dá uma forcinha aí galera!!! trazendo um Clássico como O Pequeno Príncipe nunca é demais... Curtir, twittar, clicar em +1, compartilhar e deixar um comentário não tira pedaço né.! Bjks e até a próxima]

12 comentários:

António Jesus Batalha disse...

Olá , passei pela net encontrei o seu blog e o achei muito bom,
li algumas coisas folhe-ei algumas postagens,
gostei do que li e desde já quero dar-lhe os parabéns,
quando encontro bons blogs sempre fico mais um pouco meu nome é: António Batalha.
Deixo-lhe a minha bênção.
E que haja muita felicidade e saúde em sua vida e em toda a sua casa.
PS. Se desejar seguir o meu blog,Peregrino E Servo, fique á vontade, eu vou retribuir.

Leeticia disse...

Já li esse livro uns dois anos atrás, gostei da história, mas como alguns dos que já li não entendi muito bem a trama e achei enrolado, mas é bem legal.
Beijos e seguindo
neversaynever-believe.blogspot.com.br

Eliana Lee disse...

Eu adoro O Pequeno Principe. Como vc bem disse, é muito mais uma história para adultos do que para crianças. Há certa tristeza e melancolia que permeia todo o texto e significados muito fortes através de algumas alegorias e eufemismos do autor. Acho que é um livro para ser sempre relido, em diferentes fases da vida.

Eliana Lee disse...

Estou seguindo o blog ;) Gostei bastante. Se puder, passa lá no meu tbm.

www.elasleram.blogspot.com.br

Stephany Laura disse...

Amo, Amo, Amo. O Pequeno Príncipe parece livro de criança, Mas na verdade é preciso ser bem maduro para entender e sentir o pequeno príncipe. Cada página vem carregada de grandes ensinamentos, que só quem não está totalmente submerso por esse mar de insensibilidade, pode compreender. :)
Você lançou um livro paloma?! *--*

Paloma Duarte disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Paloma Duarte disse...

Sim Stephany !! O nome do livro é Elas são Gêmeas e já está a venda no site da editora Baraúna... adorei seu comentário!!!*__*

Paloma Duarte disse...

Obrigada pelo comentário Eliana,concordo com você e sim vou passar sim e vou seguir agora!!!

bjoo

:)

Paloma Duarte disse...

Sim.. esse livro é para sempre na cabeceira.Obrigada pela visita e pelo comentário e vou agora no seu seguir. ;))

bjoo

Paloma Duarte disse...

Obrigada pela visita e pelo comentário!!
VOLTE SEMPRE!!
bjo

Andressa Menezes disse...

Oieee

Acredita que ainda nunca li esse livro , agora virou obrigação né rsr

Beijos

Andressa
http://livrosechocolatequente.blogspot.com.br/

Michelly Santos disse...

Esse é um dos meus livros preferidos! Parece infantil mas nos toca profundamente!

http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
Mais Uma Página

Postar um comentário